Produzimos documentação de apoio, destinada a alunos e a professores; por exemplo, informação sobre construção de itens, sobre construção e aplicação de critérios de classificação e sobre utilização da cor em instrumentos de avaliação externa.

Concebemos e  organizamos programas de formação de professores no domínio específico da avaliação, com especial destaque para a formação de professores classificadores e de supervisores do processo de classificação de provas de avaliação externa. Também promovemos e apoiamos a realização de conferências, seminários e outras iniciativas destinadas a divulgar práticas inovadoras no domínio da avaliação. Produzimos relatórios especializados sobre os resultados da avaliação externa, tanto nacional como internacional. Partilhamos com as escolas informação de carácter técnico e pedagógico, de que são exemplo os relatórios técnicos contendo indicadores psicométricos georreferenciados.

Prestamos ainda serviços na área da avaliação, apoiando entidades públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, no planeamento e na implementação de processos de avaliação. Este apoio envolve a conceção de instrumentos de avaliação, a sua aplicação, o tratamento de resultados, a produção de relatórios, assim como a formação de professores e de quadros técnicos.

Coordenamos a participação portuguesa nos diferentes projetos de estudos internacionais, nomeadamente o PISA, o TIMSS 4.º ano, o TIMSS Advanced, o PIRLS e o ePIRLS – preparamos os materiais, criamos o quadro de amostragem, aplicamos os testes, codificamos as respostas aos itens de construção, criamos e gerimos as bases de dados e fazemos a análise dos resultados nacionais.

Com base nestes estudos, asseguramos o diagnóstico do nosso sistema educativo, por referência aos de outros países. As fragilidades e potencialidades identificadas permitem o desenvolvimento de processos e estratégias de ensino para melhorar as aprendizagens.

O nosso trabalho neste âmbito está em consonância com as normas internacionais definidas pelos consórcios promotores dos estudos internacionais (OCDE e IEA).